Esse ano eu peguei meu tempo para escutar a conversa de alguns estudantes na primeira semana de aula. O tema da conversa deles era de como a aula estava boa, por isso prestei atenção. Imaginei que eles tivessem aprendido algo interessante ou que o professor fosse bom, mas não, a aula havia sido “boa” justamente porque não tinha professor dentro da sala de aula. Fiquei pensativa, não é normal isso acontecer já nos primeiros dias de aula, mas mesmo assim aconteceu. A turma ao invés de receber algum trabalho de pesquisa ou alguma coisa do gênero, acabou tendo os dois períodos livres para conversar e fazer bagunça.

Sei que todos gostam de fazer folia na escola, mas existe momento para tudo. Ensino Médio também precisa de comprometimento e não é só porque tem a opção de noturno para quem trabalha, que nesse turno não precise ter aula e ninguém precise se esforçar.

Eu estudei os três anos no período da noite e percebi como tudo é diferente, a cobrança principalmente. Sei o como é ruim trabalhar durante o dia e ainda ter cabeça para estudar, mas para muita gente a realidade é essa ou até pior. Vejo que a juventude de agora está entrando em um buraco onde está complicado sair. Querem ir para a escola só para chamar atenção, fazer bagunça desnecessária, atrapalhar os outros que estão querendo aprender e não querem receber o conhecimento que os professores querem repassar. Esses que estão de “zueira”, geralmente também são aqueles que não querem ler, odeiam quem tem esse hábito e possuem uma ortografia que dá até problemas de visão em quem vê.

Fico pasma quando vejo em redes sociais esse pessoal que não leva nada a sério postando sobre como o Brasil está uma porcaria, como tudo poderia ser melhor, como a educação está desvalorizada e todos os valores estão se perdendo. Onde está a nossa participação nisso? Fazemos o quê para merecer um país melhor? Fazemos a nossa parte? Lutamos por quais ideais? Sempre penso nisso.

Na época dos protestos todos iam às ruas para demonstrar sua indignação e exigir melhoras ou para se promover em redes sociais? Fui em um dos protestos e fiquei tocada com a força que ele teve. A emoção de ser brasileira (que fazia tempo que eu não me orgulhava mais) estava ainda viva.

Acho que está mais do que na hora de todos se esforçarem mais na hora de estudar. Valorizar mais cada segundo dentro de sala. Escutar tudo o que o professor diz. Na faculdade não é e nunca será assim. Lá, todo o sucesso que você tiver será por seu próprio merecimento, se não se esforçar, lamento. Não discordo que os alunos aproveitem enquanto podem, mas não acho justo tornar momentos em sala de aula um tempo perdido.

Conhecimento não machuca e é ótimo quando ele realmente é usado a favor de coisas boas. Vamos ser mais humanos e menos hipócritas.

Aproveitem esse fim de semana também para pensar, beijos!

Para descontrair, uma tirinha da Mafalda:

Anúncios