Venho dizer que por este post, minha jornada de mudanças está oficialmente iniciada!

Desde minha primeira (e única) viagem ao exterior, vi que ser Au-pair poderia ser algo interessante para mim. Vários amigos comentavam de como a experiência de morar em outro país modificou a visão deles de modo positivo. Gostei de tudo o que me falaram…

Lembro de quando eu tinha uns 9 anos e ganhei uma camiseta com os dizeres “Estive na Europa, faça você também” de lembrança do antigo dono da Agência e grande amigo nosso. Eu tinha medo de pensar no assunto, receio de ir e agora eu tomei minha decisão. Fiz meu formulário, enviei e agora tudo está encaminhado.

Essa semana fui até o Consulado Alemão em POA e foi um momento único… Senti que tinha superado uma barreira minha: vi que sou mesmo capaz! Logo logo chega meu visto. Até tive um momento de comemoração com Radler e um baita “xis”.

Como alegria de pobre dura pouco, hoje foi um dia que eu queria esquecer. Pela segunda vez, vi a ideia da minha carteira de habilitação se esvair. Foi por um motivo tão besta que minha prova deu errado que ninguém (a não ser minha mãe) sabe como eu estou me sentindo. Mistura de decepção com raiva, nojo, tristeza e uma esperança pequena, talvez de que tudo ainda possa dar certo.

Deixo escrito tudo isso aqui por causa das tais perguntas desnecessárias que sempre aparecem. Pessoas que deixam comentários de que sentem pena por eu estar saindo do país para viver algo diferente, mas esquecem de como isso tudo será bom para mim. Lamentam meu erro na direção como se eu fosse uma incapaz… na realidade eu sou somente azarada.

Entre coisas boas e ruins, que venham mais mudanças. Amém!

Anúncios