Resenha: A menina que Roubava livros

Hoje resolvi escrever sobre esse livro que tem muito a ver com o lugar onde eu estou vivendo no momento: Alemanha. Da mesma forma que quando falam do Brasil só lembram de carnaval e mulheres semi-nuas, esse pré-conceito também acontece aqui. Generalizam tanto como se todos alemães fossem até agora favoráveis ao nazismo, andassem com fuzis e fossem violentos… mas isso ficou para trás junto com todas as lembranças ruins do tempo de guerra.

Nesse contexto de certo e errado que aparece o livro. Começa com uma mãe que para proteger seus filhos, “dá” eles para a adoção. A Morte que conta a historia, diz quem ela mata, como são as mortes e e como tudo se transforma quando a ela chega. No meio do caminho um dos filhos da tal mulher morre e a Morte conhece a menina que sobrou, aquela que roubava livros que nem sabia ler. Conta de todas as dificuldades da menina e as coisas que ela viveu e aprendeu naqueles anos conturbados.

O interessante é que o pai adotivo da menina não gostava do que esta acontecendo com a Alemanha, mas mantinha bandeiras nazistas para não acontecer nada de ruim para ele e sua família. Há uma grande diferença em ser alienado e ter instinto de sobrevivência, e é essa a diferença que aparece no livro.

Recomendo demais esse livro, é triste, real, me fez chorar e repensar sobre várias coisas. Demorei pra comprar, mas quando comprei me arrependi por cada segundo que eu esperei. Um daqueles livros que se pode ler 500 vezes e nas 500, descobrir algo que te faça mudar pra melhor. Essa frase eu considero uma das mais lindas que Markus Zusak colocou no meio da historia:

Não vou comentar mais nada, mas deixo a dica: o filme é ótimo também!

O que acharam da minha resenha? Se você já leu o livro ou ficou curioso para ler, me deixe um comentário!

Beijos.

Anúncios

6 pensamentos

    1. Acho impossível alguém ler e não se imaginar no lugar da menina, ter toda a força de vontade que ela teve para superar todos os acontecimentos. Faço das suas palavras acima, as minhas também… Um beijo para você Aurea, obrigada pelo comentário!

      Curtir

    1. Acho que eu achei o filme lindo porque me vinham lembranças do livro, detalhes que eram importantes e não puderam aparecer… O livro tem toda uma magia, eu me arrepiava e me colocava no lugar da Liesel em todos os momentos. Esse é um dos livros que eu sempre recomendo, impossivel não amar!

      Curtir

Mostre-me o que pensas:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s