Uma carta de alguém com saudade

Você,

queria começar lhe saudando por ter recebido essa minha carta. Não sei quem você é, mas espero que quando leia você imagine o que eu sinto também. Espero que você esteja bem, que seus planos estejam se encaminhando e que a felicidade esteja aparecendo todos os dias para dizer um olá. Torço também para que o tempo esteja te sendo favorável, pois ele importa muito para nós. As vezes ele demora um dia para fazer a diferença em sua vida. As vezes uma semana. No meu caso, demorou 9 meses. Em um dia, eu era apenas a amiga curiosa sobre o bebê. No outro dia eu era a mais nova madrinha. Agora? Agora eu sou essa pessoa distante que está proibida de colos, abraços e mimos. Sou aquela que se apaixona dia após dia por fotos, sonha com momentos e pensa se um dia vai conseguir ser alguém que a afilhada admire. Se você tem o seu anjo com você, aproveite. Não tenha vergonha de demonstrar o que sente e parecer uma criança… Não pense que distâncias são um impedimento se você tem condições de ir. Cito isso como um exemplo, pois existem preciosidades que nem o tempo nos tira.

Sobre o tempo, ele pode continuar com sua velocidade constante. Se antes eu teria que esperar nove meses, agora a espera é mínima, a contagem regressiva já começou… Logo chega a minha vez também de bancar a boba, madrinha (boa) coruja. Sem corações apertados e nem saudades desmedidas, somente o carinho e admiração por alguém que me fez ser melhor. Se você não tem alguém assim, espero que em algum momento também ganhe e descubra o que é esse amor por um serzinho que cresceu de outro ventre e não se torna menos por isto.

Abençoados sejam os que vierem. Abençoado seja você também, só por estar aqui compartilhando momentos e leituras comigo. Abençoada sou eu, por ter você aqui.

Abaixo, a menina dos meus olhos que nasceu do dia 11.09 e que me deixou tao sem palavras a ponto de nem conseguir escrever sobre isso: Ana Luiza, minha princesa!

1383365_664274667019084_4759355600321292678_n

Para você que provavelmente se apaixonou pelo sorriso da Ana…

Um beijo,

Bruna.

Anúncios

6 pensamentos

  1. Bruna!
    Que lindo o texto. E eu que tenho minha princesa que mora logo ali e vejo ela muuuuito pouco .-. Quase que uma vez a cada dois meses. É triste também .-.
    Maaaaaas, seja feliz e espera, a hora de vocês se encontrarem tá logo aí e com certeza, ela vai te amar assim como tu ama ela *-*

    Curtido por 1 pessoa

  2. Passo pela mesma coisa com as minhas sobrinhas e sei que isso dói bastante na gente!
    Mesmo com a modernidade de hoje e a facilidade pra se fazer ” presente” na vida de quem está longe, a gente sabe que está perdendo muito do desenvolvimento e crescimento deles!
    Que texto lindo, mas mais linda ainda é a Aninha! Que princesa!
    Um beijo, Bru! E força! ❤

    Curtido por 1 pessoa

    1. Pamela!
      Era meu sonho ser madrinha de uma criança. Imagina como foi pra mim quando ela nasceu 1 mês depois de eu sair do país?! Eu até sonhava em como seria o rostinho dela… Agora a minha “cumadre” me conta as proezas dela e me dá um aperto até.
      Força para nós duas, nós precisamos!
      Beijão

      Curtir

    1. Vera, minha flor!
      Espero que com o tempo ela entenda o que é ter uma madrinha distante e que ela não goste menos de mim por isso… Eu penso muito no que eu ainda vou poder fazer pela minha princesa. mas essa do futuro ser incerto é que me deixa frustrada. Ver esse seu comentário me dá um alívio… Torço para que ela goste de mim tanto quanto eu gosto dela!
      Beijão!

      Curtido por 1 pessoa

Mostre-me o que pensas:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s