Fim de ano é despedida, início de ano são promessas. Ano passado não comentei sobre isto, mas lembro que prometi coisas a mim mesma. Não escrevi e nem me policiei o suficiente para realizar, quer saber? Quase não fiz nada do que tinha prometido. Esse ano, por ser um ano completamente diferente para mim, pensei em deixar escritas as minhas vontades. Quero escrever para ter sempre um lugarzinho para me lembrar, para todos verem que eu sou um poço de defeitos também e não menos humana por ter um blog. Separei minhas vontades em 3: Coisas que eu tenho que continuar, as que eu tenho que parar e aquelas que eu tenho que criar coragem de começar.

continuar

– A ter fé que as pessoas podem ser melhores que elas são. Vejo tantos que reclamam da sua vida enquanto tem tudo, que as vezes penso em o que aconteceria se perdessem seus bens. Sem todas as coisas materiais o que sobra são os valores, as atitudes, o conhecimento e a saúde. Gosto de pensar que ao invés de só darem valor a músculos, carros e dinheiro, possam aprender a gostar do essencial.

– Viajar e aproveitar as vantagens que os meios de transporte me trazem. Tanta coisa bonita para conhecer… só ir!

– Deixar claro que esse é um blog pessoal e eu só escrevo o que tenho vontade. Não preciso escrever o que me mandam e muito menos mudar o assunto do que eu escrevo pois pessoas não gostam de ler blogs pessoais. Aqui é bem recebido quem chegar, mas se não gostar daqui… não sou obrigada a mandar que fique.

– Não ter vergonha da minha religião. O meu jeitinho de ver a religião católica é único, eu acredito até o ponto que minha cabeça aceita. Não gosto de que comentem que eu sou piegas por ainda ir na Igreja ou muito menos que digam que eu sou católica por causa da minha avó. Eu tenho a fé que eu levo e isso é o suficiente para mim.

– Ter ânimo de estudar alemão. É complicado, mas não impossível… Força na peruca!

parar

– Ficar pedindo desculpas por tudo o que eu faço. Me vi pensando que muitas vezes eu faço isso em situações que eu nem precisaria. Não tem problema nenhum em ser educada, mas o problema se encontra em eu achar que estou sempre errada. Gentileza demais gera gente folgada.

– Pensar demais no preço das coisas. Se é caro eu não compro, se é caro eu não vou, se é caro isso, se é caro aquilo… Tenho que parar com isso para ontem. O que tem demais em gastar 50 euros a mais e em compensação ter ótimos momentos e lembranças?

– A não recuar quando alguém está tentando me conhecer melhor. No Brasil eu não dava chance para nenhum homem pois sabia que viria para a Alemanha e seria difícil manter um relacionamento. Aqui já conheci caras super legais, acho que está na hora de parar de me importar com o futuro e pensar um pouco no meu presente também.

– Criar expectativas demais sobre acontecimentos e pessoas. Acho que isso nem necessita de explicações.

– Desistir muito fácil das coisas. Quando na minha cabeça algo não tem futuro, fica difícil tirar a ideia de largar de mão. Por isso pensei no seguinte: cada vez que eu pensar em desistir, imaginar duas coisas que ainda me motivam a tentar.

– Ficar receosa sobre o que eu posto no blog e fanpage. Sabe aquela situação que você usa uma pessoa como motivação para escrever um texto e não quer que ela (e ninguém) descubra? Então. Sem medos ou receios esse ano.

começar

– A ter mais foco nas minhas metas. Eu procrastino e sei disso, nesse novo ano eu quero melhorar SIM! Vou colocar minhas maluquices para funcionar até dar certo…

– Deixar as redes sociais de lado e começar a ler mais. Chega de ver a vida dos outros na timeline… ler, isso sim!

– A deixar os sabores e odores me encantarem. Beber vinho sim, comer comidas com ingredientes estranhos também. Sem preocupações com “será que isso é bom” ou “será que isso faz bem?” e mais “vamos provar e ver como é”…

– A ser mais vaidosa. Como eu trabalho com crianças e lá quase nunca aparece alguém, eu não tenho necessidade de me embonecar. E aí vem o problema… Eu não preciso me arrumar para os outros, preciso para mim! Rímel, esmalte, um creme e uma bela arrumada no cabelo não faz mal a ninguém. Muito menos uma roupa bonitinha.

– A não ter medo de que as pessoas possam ler meus textos aqui. Cresci sendo a Bruna que ninguém tem curiosidade de saber sobre e me acostumei com essa invisibilidade. Agora é estranho ser a Bruna que escreve posts, tem um blog e adora andar de trem pela Alemanha. Muitos sabem quem eu sou e o que eu faço, e isso é super estranho.

– A escrever sobre mais temas. Livros, filmes, dicas, depressões que eu tenho com o alemão, coisas que eu estou aprendendo na marra. Não só reclamar e desabafar por aqui.

– A pensar na possibilidade de comprar o domínio do Diver. Ano novo, link novo… Parece bom!

E esse é só o começo, espero que tudo aconteça no seu tempo. Veremos no fim do ano se deu certo ou não! Eu torço que sim!!!

E vocês, fizeram metas também? Deixem aí nos comentários para eu dar uma olhadinha… beijão.

Anúncios