A família faz planos, a mulher engravida e opa, ao invés de 1 filho aparecem 2. Isso acontece em muitas famílias, eu sei. Complicado, traumatizante, mas mesmo assim aquela perspectiva de ter crianças para cuidar, vestir igual e ter amor ao dobro é linda!

Há algum tempo atrás comecei a vivenciar o que é isto. Fui incluída em uma família com 2 meninos super parecidos, porém bem diferentes na personalidade. Como muitos desconhecem, ter gêmeos é uma situação e tanto, com muitas dificuldades. Muitas vezes acontece de um bebê crescer mais que o outro, o que é perigoso. Como os bebês estão na mesma barriga, o correto é que nunca tenham mais que 500 gramas de diferença, pois senão tem algo errado com a gestação.  Todos acham que o menor deve receber mais cuidados, porém o perigo está no maior.

Raciocinem comigo: é melhor ganhar menos ou mais dentro da barriga da mãe? O certo é receber o suficiente, tudo o que vier a mais é prejudicial. Supondo que os bebês ao invés de “tubos de alimentação” tivessem uma espécie de “canudinho”, no caso deste problema, seria como se o bebê tivesse 2 canudos. Ele recebe vitaminas, minerais, etc etc em dobro, o que muitas vezes prejudica os órgãos.

Por isto mulheres, no caso de uma gravidez de gêmeos não deixe de ir em suas consultas com seu (sua) obstetra e você homem, alerte as mulheres que descobriram uma gravidez. Diga o quão importante é para a mãe e o bebê (ou bebês) que se tenha atenção aos detalhes.

Se você conhece um caso de gêmeos, me conte…

Beijos

P.S.: A proposta desta “saga” é expor a parte boa e a parte ruim de conviver com gêmeos, além de comentar como é o melhor jeito de dar educação para eles. Cada post terá um debate diferente, espero todos!

Anúncios