Que existe um filme que combina com várias situações na nossa vida, isso já sabemos que existe. Pode existir algum filme que se encaixe como preferido, mas geralmente todos tem uma lista de filmes que acha bacana. Pensando na minha tal lista e aproveitando que minha amiga Neide veio me fazer companhia, montamos nossa listinha diferente de indicações.

Para momentos de carência

Dica da Neide de um filme bacana: Os homens são de marte e é pra lá que eu vou! Pelo que ela me contou, conta sobre uma mulher solteirona que quer a todo custo achar um amor. Todo homem que é legal com ela, ela praticamente se apaixona. Até que por fim ela para de procurar e puf, acontece.

Um clássico

Clássicos são clássicos por algum motivo e Noviça Rebelde merece todo o mérito de ser um. É um amor e ver o quanto uma mulher pode mudar na vida de um homem e de crianças é super emocionante. O filme é todo inocente e dá uma vontade imensa de poder sair correndo daquela forma pelos Alpes… Nada mais gostoso do que assistir um filme tão bonito!

Uma pausa para uma coisa que eu nunca achei que iria viver para ver: Lady Gaga fazendo um tributo para Julie Andrews cantando algumas músicas da trilha sonora, no Óscar! Devo ser super atrasada por nao ter ficado sabendo disso antes…

Para momentos em que tiros e armas ajudam

Um filme onde o protagonista é um homem dominado pelas outras pessoas e pela própria fobia, pode sim ser de alguma ajuda. Óbvio que a parte que ele tem que aprender a matar pessoas é chata, mas o homem se transforma de uma forma incrível com o passar do tempo… A confiança apareceu e com isso ele conseguiu superar seus maiores medos. Assisti bem perto do lançamento (mais ou menos 2009) e foi um dos primeiros filmes de ação que eu gostei e me marcou.  Ah, a “bala em curva” era inspiração para quando eu brincava de guerra com meus primos, uma fase super engraçada da minha vida!

Faça chorar pelo amor alheio

Com certeza indicaria P.S. Eu te amo. Assisti e a cada carta que ela lia eu derramava litros de lágrimas… Uma meta pra minha vida é sentir algo parecido com aquilo! Outra: Eu e a Neide concordamos que não queremos um fim trágico, tudo menos isso!

Que nos fez imaginar que nossa tragédia amorosa é pequena

Os dois se amam desde os 18 e precisam se passar anos, casamentos, confusões, para eles se decidirem. É trágico o jeito com que tudo nunca dá certo… até que dá. Lindo, romântico e real. Nem tudo o queremos acontece logo e nem sempre quem gostamos mora perto e está sempre disponível #sabemosdistotambém

 

Nossa lista foi anormal, eu sei. Porém foi para um bom motivo… “Filmes” era o primeiro tema da blogagem coletiva do Grupo Hello! no Facebook e nós resolvemos elaborar nossa listinha. Todos que quiserem participar dos próximos meses sintam-se convidados a entrar no grupo e escrever!

Anúncios