One Lovely Blog – Perguntas e repostas

Em dezembro, DEZEMBRO!!!, fui indicada para uma tag pela queridíssima Pamela do Panela Européia e só agora que eu consegui responder. A vida está corrida, nem sei se eu preciso repetir essa história.

Mas eu não esqueci e cá estou. A Pamela respondeu as perguntas de 2 pessoas e deu a oportunidade das indicadas escolherem quais perguntas responder, eu escolhi as minhas… Eis aí!

1- O que diria o blog acerca de ti, se pudesse falar?

Acredito que meu amigo Diver diria: “Bruna sua maldita, PARA DE TROCAR MEU LAYOUT e me deixa em paz!!!”. Masssss, sei que mesmo irritado ele me incentivaria a continuar a escrever, mostrar minhas aventuras e divergir junto com ele (mas sem mais mudanças drásticas).

2- Qual conselho você daria para quem está começando agora no mundo dos blogs? 

Aconselharia que paciência é o principal de tudo. Não adianta você em um dia comprar o domínio, ter um layout perfeito, fanpage, perfil em redes sociais para o blog se não tiver ninguém que lhe acompanhe e interaja no meio dos posts. Pense em tornar cada vez mais o blog com a sua cara, não poste o que não gosta… Não tem como agradar a todos, portanto comece com VOCÊ, que é a pessoa principal.

Outra coisa: não poste algo cheio de erros de grafia, multicolorido, com “informação” demais. Posso estar errada, mas até onde eu sei ninguém gosta de blogs que parecem um carnaval onde os posts estão ilegíveis. Musica tocando no fundo? Não coloque bitte bitte!!!

É isso.

3- O que você tem aprendido a nível pessoal e profissional esse ano?

A nível pessoal: Tem gente que quando você tenta ajudar, quase escravizam você. Nessa situação é ótimo utilizar o não, por mais difícil que seja.

A nível profissional: Tudo o que você fizer, faça bem feito. Deixe tudo conforme a sua razão considera ótimo e com certeza os frutos virão. Nem todas as pessoas são bacanas e tentam dar uma força, mas essas são as que mais agradecem quando você age com ética e esforço.

Claro que eu aprendi mais coisas, mas deixo claro que nem tudo foi de um jeito bom. Há males que vem para o bem, me tornei uma pessoa bem melhor depois desses furacões que passaram na minha vida.

4- Já viveu algum fato importante por causa do blog?

Importante, não sei. Mas um dia eu estava em uma festa qualquer e uma pessoa me cumprimentou, disse que sabia meu nome, tinha visto meu blog e a-d-o-r-a-d-o o que eu tinha escrito. Estranhamente, naquela semana eu havia visto que tinham muitas visualizações em um post e não sabia de onde vinha tanta gente, então ele explicou que tinha enviado o link para os colegas de curso na faculdade e eles acabaram passando adiante.

Era início do blog, eu tinha poucas postagens… receber um cumprimento daqueles me fez ver que eu estava no caminho certo. Acredito que ainda esteja, esse mesmo homem continua lendo o bloguinho. Se você é esse homem, sinta-se honrado: você foi especialmente citado aqui!

5- Como o blog tem evoluído?

Ele tem evoluído de uma forma que as vezes nem eu entendo de onde surgem algumas pessoas. Quando eu olho para trás (nos arquivos) e vejo aqueles posts vazios, sem comentários e “gosteis” e vejo a situação agora, nem dá para acreditar que só se passou um ano. Estou com quase 200 seguidores e isso me dá medo as vezes… O blog é tão pequeno e já tem tanta gente de olho!! Obrigada.

6- Quais os benefícios que o blog te traz?

O blog faz parte da minha vida de uma forma estranha. Não digo que seja uma parte de mim, algo que eu realmente não conseguiria viver sem, mas digo que ele é como um “amigo”, alguém que eu posso dividir as coisas que eu gosto. Resumindo: Como um amigo fofoqueiro que conta tudo o que eu escolhi para dizer, mas de uma forma bonita.

Quando eu estou triste com algo, ele me ajuda a tentar esquecer e resolver o que ocorreu. Quase como se dissesse: “Bruna, sai daqui… volta só quando tu estiveres melhor o suficiente para escrever sobre coisas que eu tenha vontade de comentar”. Por incrível que pareça, ajuda.

E essas eram minhas respostas. Se você quiser ler as respostas da Pam, estão aqui. Como nao sou boa de indicações, fica livre novamente! Se você que está lendo gostou das minhas respostas (ou simplesmente quiser comentar algo), estarei aqui esperando ansiosa por notificações. Até! Bjbj.

Anúncios

12 pensamentos

    1. Sempre penso que se ele existisse nossa relação seria muito direta e sincera. Se ele pudesse, diria mais maldades de mim ainda Hahahahaha
      Fico feliz que você gostou Ellen, te desejo todo o sucesso também!
      Beijos!

      Curtir

  1. Simplesmente A-D-O-R-E-I :))
    Que bom que tu sente isso em relação ao teu blog, Bruna.
    Também tenho o meu como um amigo fofoqueiro, hahaha. É engraçado mesmo, quando não estou muito bem, nem me sinto muito à vontade pra dividir coisas legais, não parece algo honesto. Aí deixo meu coração falar e solto os meus textos.
    E isso me faz um bem danado!
    Um pedido: nunca abandone o seu, adoro o espaço aqui!
    Beijo grande.
    Ah, tem sorteio no meu IG, dá uma conferida no blog que tem maiores informações! hihi

    Bia,
    Blog Since85

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ahhhh, obrigada por esse comentário lindo Bia!
      As vezes deixo ele meio vazio, mas sempre estou um pouquinho de olho. Tá tudo super corrido agora, tenho taaaanta coisa pra resolver aqui na Alemanha que as vezes eu fico bem perdida. O Diver também me faz um bem, agora que ele está assim (mais sério e ajeitadinho) mais ainda!
      Super beijo, vou dar uma olhadinha sim! 🙂

      Curtido por 1 pessoa

  2. Own Bruna que legal saber que já foi reconhecida pelo blog, e melhor ainda compartilharam seu post. Seu blog está lindo (só está demorando um pouco para abrir) mais de resto… Lindo bem melhor assim. Que você continue postando sobre coisas que goste, é isso que faz eu seguir e comentar em blogs, ele precisa ser “pessoal”, nada de ctrl c + ctrl v, haha. Bjos

    Curtido por 1 pessoa

    1. Como sempre dizem “nenhuma pessoa pode ter tudo na vida”, acho que essa regra vale por aqui também. Ficou mais bonitinho, porém um pouco lerdo. O que você escreveu no seu comentário é bem o que eu penso, não quero ser essa pessoa que copia tudo de todos os lugares e que não escreve sobre o que gosta.
      Aquele comentário na festa foi muito importante pra mim, naquela época eu estava bem em dúvida sobre continuar ou parar e aquela dúvida cruel sobre se alguém lia o que eu escrevia. Agora, dou foco ao que eu escrevo e imagino que leitores e amigos são consequência do que eu mostro por aqui e de quem eu sou, não do que eu poderia tentar transparecer.
      Super beijo Paloma!

      Curtido por 1 pessoa

Mostre-me o que pensas:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s