Algumas semanas atrás teve um dia que fez valer o nome do blog. Minha vida divergiu mais uma vez e com isso eu senti que aqui deveria ser diferente também. Dia 20.05.15 passei de uma fase para outra e foi uma troca muito grande para mim e pelo blog. Naquela quarta-feira eu acabei com meu ano Au-Pair e tive que me despedir de todas as pessoas que eu aprendi a gostar.

Um Ano Au-Pair dura normalmente 12 meses aqui na Alemanha, mas como tive problemas em trocar a data da minha passagem aérea (eu teria que pagar 200€ a mais para ter que trabalhar mais 2 meses), decidi voltar com 2 meses de antecedência ao Brasil. Convenhamos, foi o mais sensato…

Quando cheguei nos 9 meses com a família, estabelecemos que minhas férias ficariam para o final do meu período aqui, não seria tão complicado para as crianças entenderem que eu estaria indo. E assim foi feito. Dia 20.05 deixei de trabalhar para ter minhas merecidas férias. Foram tempos difíceis em algumas ocasiões, mas saí de lá com a sensação de dever cumprido.

Chegando aqui em Erlenmoos, vi que o meu celular estava apitando com várias notificações do app do WordPress e vi que teria que inaugurar uma nova fase no blog também.

Adorava o antigo layout, mas decidi trocar por algo mais sério e com perspectiva. Aqui a qualidade das imagens fica bem mais ressaltada, fora que o foco fica para os textos e não para toda outra forma de publicidade a favor do blog. Concordo que todo blog para vingar precisa chamar muita atenção, mas eu não me sinto a vontade me expondo tanto assim. Quem quiser dar uma olhada no que acontece com o Diver por fora do WordPress, ele tem página no Facebook e um perfil no Google+ até.

Na página inicial está tudo dividido por imagens. Na hora de ler dá para até fazer “uni duni tê” de tantas opções de textos. Bom, acho que todo mundo que passou por aqui nesse tempo reparou nisso. Gostou? Pode curtir. Quer comentar? Será muito bem aceito…

Mas continuando…

Meu último fim de semana em Aderzhofen (onde eu vivi este tempo todo) teve todo um clima de despedida. Tudo parecia colaborar para um tchau, tanto que na quarta-feira o tempo estava tão feio no Heilige Berg Oberschwabens (Bussen) que até parecia que o céu chorava com minha despedida.

Quando vim para a cidade, estava sem nenhuma câmera para tirar fotos e deixar aqui exposto. Agora que tive que ir embora, aqui está um pouco do que eu via diariamente…

2 31

6

E agora, que venha o Brasil!

Anúncios