Olá, leitores!

Hoje irei responder uma tag bem fácil, prática e divertida. A “amo/odeio” consiste em 10 respostas para cada amor e para cada ódio, indicar 10 blogs, colocar o selo da tag (que está como imagem destacada) e linkar quem te indicou. Quem indicou o Diver foram as queridas do blog Banalidades Cotidianas, a Carolina e a Isabella. Vamos lá:

Amo

1 – Fotografar. É uma arte linda, uma forma de mostrar ao mundo seu ponto de vista dele.

2 – Chorar. Limpa a alma e a raiva se dissipa. Dizem que as lágrimas são o ódio, saindo de uma pessoa que é tão boa que não pode aguentar tanto sentimento ruim dentro dela.

3 – Rir. É ótimo compartilhar tanta alegria e diversão com alguém que gostamos ou mesmo rir sozinho com certos canais do YouTube, como o Invento Na Hora, do Lucas Lira.

4 – Viajar. Se você acompanha o blog, já deve saber disso. Liberta a alma.

5 – Artes. Faço superior em publicidade e propaganda, e já estou no 4º semestre. Ainda quero fazer um técnico em Moda, pra ser consultora, como no Esquadrão da Moda, do SBT.

6 – Escrever. Apesar de eu não postar muito, as minhas melhores postagens, no meu ponto de vista, são aqueles poemas, como o Anjoque escrevi quando estava realmente inspirada, coloquei todos os meus sentimentos pra fora, foi verdadeiro. Aliviou minhas dores, meu coração.

7 – Amigos. É tão bom salvar aquele seu amigo verdadeiro quando vê que ele está no fundo do poço, chorar junto com ele e conseguir tirá-lo de lá… Isso é fazer um bem a si mesmo. Melhor ainda quando algum amigo faz isso com você, sente que não está sozinho. Gabriela Godoy, Naiana Mendes, Bruna Both, Isin Mello. Minhas divas.

8 – Família. Brigas todos temos. Não seríamos humanos se não brigássemos. Normal. Família não é sangue, é amor; não é convivência, é união; não é sempre paz, é cumplicidade; não é casa, é porto seguro.

9 – Salgados. Mais do que doces. Prefiro um risóles a uma nega maluca. Mas não resisto a uma torta de morango.

Odeio

1 – Lavar panela de molho. Gente, comer molho é bom, mas fica um cheiro na panela vazia…

2 – Sapatilhas que machucam. Acho que todas são assim, tenho três pares e não uso, terei que comprar o protetor pra colocar nelas. É um adesivo de silicone que protege a parte de trás do pé, logo acima do calcanhar.

3 – Quando sobe a ponte. O único acesso ao meu bairro é por uma ponte móvel, e, às vezes, um navio quer passar por baixo, e tem que ficar no veículo esperando o navio passar e esperar a ponte baixar. Teve uma vez em que passaram 5 navios. Mofei.

4 – Baterias. Antigamente os celulares ficavam carregados por 5 dias. Hoje em dia, com tantas funções, as pessoas tem que andar com uma bateria de carro nas costas pra poderem ficar com seus smartphones ligados. Moura é Moura.

5 – Baratas. Elas andavam ao lado da minha cama à noite, quando criança. Em quase todo lugar que eu me hospedo quando viajo, há baratas. Traumatizei.

6 – Não ter mais filmes de fim de mundo. Já assisti a todos, até aqueles mais baratos, ruins. Não tem mais.

7 – Se esforçar no trabalho e o professor dá uma nota mísera. Acontece nas melhores instituições de ensino, com os alunos que não gostam de ser puxa sacos.

8 – Menstruação desregulada. Mesmo tomando os remédios certinho. Desculpa aos que ficaram pasmos, mas irrita quando acontece, né mulheres?

9 – Bad Hair Days. Os dias que os cabelos ficam rebeldes. Mas graças a Bia Aguiar do Since85 eles acabaram. Leiam o post dela sobre Progressiva Natural. Funciona.

10 – Ser ignorada. Normalmente acontece em um grupo grande de pessoas, fico invisível, prefiro ter só uma amiga do lado que converse comigo. Sou mais reservada, de poucos amigos.

Claro que tenho muito mais amores (cachorros, músicas) e ódios (a loja está fechada, não tem mais Milk Shake), mas aqui está por ordem de importância mesmo, as minhas 10 prioridades no amor e ódio. Não indiquei nenhum blog. Se quiser ser indicado, comente aqui embaixo que eu edito e insiro no post. A tag era pra ser mais rápida, eu poderia ter só colocado as palavras em negrito, mas, sem meus comentários, não teria a mesma essência.

Um abraço da Lisandra a todos que nos acompanham e às meninas do Banalidades Cotidianas. Até a próxima!

Anúncios