Como muitos sabem, no último mês algumas regiões do sul enfrentaram uma grande cheia. Histórica, aliás. Eu moro em uma destas regiões e foi um transtorno, já que no local da minha casa o rio e o banhado não costumam alcançar.

Moro na Ilha da Pintada, no Arquipélago de Porto Alegre. Durante toda a minha vida acompanho as enchentes de pertinho, mas esse “pertinho” nunca foi tanto. O banhado e o rio se encontraram. Em toda a minha vida a água nunca havia subido tanto.

IMG_20151012_162649764_HDR

Tirei muitas fotos e escolhi as melhores, para mostrar o quão forte é a natureza e que é ela quem manda. Não podemos nem reclamar muito, porque nós, humanos, a prejudicamos, de uma forma ou de outra, e na maioria das vezes sem saber. Fica a dica pra quem joga lixo no chão PARAR AGORA, porque não é a rua do centro que você estará sujando, é a sua casa… A não ser que você não viva no planeta Terra… então é melhor cuidar dele!

IMG_20151019_121330037

Os primeiros dias da enchente e no sábado (17/10/15) foram os piores momentos, porque o ônibus só ia até a entrada da Ilha, já que haviam alguns pontos muito fundos e muita correnteza da água por cima do asfalto. Algumas pessoas caminharam alguns quilômetros para chegar na parada, o Ronaldo foi um, mas eu acabei perdendo a semana de aula.

IMG_20151017_093958356_HDR
Essa é a minha casa.

Ficamos desde sábado (10/10) à noite sem energia, no ponto onde eu moro, e a energia voltou somente quarta (21/10), se não me engano. Recorremos ao caminhão pipa e compramos um gerador. Mas é horrível tomar banho de bacia, para quem está acostumado com chuveiro elétrico.

IMG_20151012_174237509
Caminhão Pipa
IMG_20151012_171958261
Muitos guinchos iam e vinham com os carros que estavam “ilhados”

Na última semana de enchente, a água subia e descia, e o ônibus trocava de ponto, com isso. Os cabos da Oi, que nos fornece internet, estavam danificados devido ao temporal, e demoraram bastante pra arrumar. Essa falta de internet que houve atrapalhou meus planos de começar o Vida de Universitário em Outubro, já que não abre o Facebook na internet da faculdade pra eu poder falar com alguns amigos e conseguir entrevista-los. Whatsapp também é só de vez em quando.

A minha casa por dentro entrou água pelos banheiros. A peça em que a minha irmã vive é mais baixa e alagou uns 5cm de água pelo banheiro dela, no sábado (17/10), que foi o pior dia. O restante do andar de baixo da minha casa ficou alagado somente com um “fio d’água”, oriundo do ralo do nosso banheiro. Levantamos as coisas e, graças ao bom Pai, não perdemos nada. Refizemos a garagem com pedras. Ela era bem baixa e encheu bastante e, mesmo com a água baixando, ela continuou alagada por uns dias.

IMG_20151012_170724826
Corredor da Garagem (costuma ser SEMPRE seco)
IMG_20151012_170716666
Cachoeira formada pela correnteza do rio, ajudou a quebrar o concreto que já havia na garagem.
IMG_20151012_170710981_HDR
Moto na garagem
20151012_130816
Essa é a porta na garagem… Pra entrar/sair foi complicado

Já acabou. Fiquei cansada sim, mas  estou bem. O exército ajudou bastante, juntamente a Defesa Civil, principalmente ao pessoal que teve de deixar suas casas que tinham água quase no teto (sim, muitas). Agora está tudo seco e já voltamos à rotina.

IMG_20151020_115756803
Não, aquele cachorro não está morto!
IMG_20151020_115803300
Carro do meu primo ficou a enchente toda embaixo d’água e ainda funciona!

 Ah, algumas casas foram saqueadas já que as pessoas as deixavam para dormir nos abrigos e acampamentos. E em meio à solidariedade, existe também muita sacanagem. Teve gente pegando mais do que deveria de doação, teve gente que vendeu as roupas que estavam doando, e, ainda, teve gente que estava no meio d’água e não recebia nada.

Anúncios