Chegada aos 20

O ano começou fazem alguns dias e eu realmente não queria estar fazendo um daqueles flashbacks clichês, porém entre frases e outras eu estou praticamente fazendo isto. Ao lado de um prato com comida que já está fria, uma pia com coisas para terminar de limpar e um fogo que necessita de lenha, estou eu. Eu, tentando escrever coisas enquanto não decido se quero beber uma xícara de café ou talvez uma taça de vinho.

Cada vez mais aquela frase “você nunca fica mais novo” bate na minha cabeça. Quanto mais velho você fica, mais responsabilidades entram na sua vida. No momento estou morando sozinha e só agora que eu vi que mesmo sempre fazendo minhas coisas, eu era muito ausente na hora de pegar pesado aqui em casa. Se eu não faço fogo, mais tarde não tem água quente para tomar banho ou uma casa quentinha para conseguir aguentar a temperatura negativa fora de casa.

Nesses primeiros dias do ano a cabeça da gente sempre cisma em fazer coisas diferentes. Cisma em mudanças, dietas, aulas de culinária, yoga ou muitas outras coisas. Eu já comecei a imaginar isso bem mais cedo, só que por ironia do destino só consegui colocar para fora agora. Vivo pensando em grandes mudanças, mas agora chegou o momento de dar valor para o mais importante e não aquilo o que eu começo e nunca consigo terminar. Claro que isso vale para o blog também!

Eu cresci em um lugar pequeno onde a comunidade só tinha uma rua de 10km de extensão. Nesses 10km, viviam somente umas 200 pessoas e eu sempre achei que isso fosse bom e suficiente para a minha vida. Estudava, era boa aluna, porém uma menina muito solitária. Ninguém queria saber sobre o que eu achava legal, o que eu gostava de brincar, tinha colegas que não gostavam de serem minhas amigas e eu nem sabia por qual motivo. Na solidão, encontrei amigos nos livros. Eram pessoas aventureiras, inteligentes, apaixonadas, criativas…. sempre quis ser assim! Queria ir para a Europa e ver os lugares que tanto apareceram nas minhas histórias. Parecia que a vida longe de onde eu morava era bem mais livre e divertida do que aquele lugar onde eu me encontrava. Com a internet vieram coisas boas, mas também ruins. Comecei a perder tempo, desviar minha atenção para coisas que não atrairiam nada de bom para meu futuro.

Outra coisa: sempre fui aquela que sentia vergonha de si mesma. Me sentia mal com o que vestia, mas nunca mudava realmente o jeito de me arrumar. Não tinha dinheiro o suficiente para comprar coisas para sair pois elas não eram as roupas que eu precisaria mesmo para o dia-a-dia. Comprava somente coisas confortáveis e simples e quando chegavam os fins de semana, festas e afins, sempre me sentia feia. Os quilos a mais, comentários impertinentes de colegas e as vezes até da família, só faziam sentir pior. Achava que nenhum garoto poderia me amar pois eu não era bonita o suficiente.

Tive um relacionamento que não terminou bem, outros casos que nem em relacionamento terminaram, um coração que foi ficando cada vez um pouco mais seletivo ao ponto de não se deixar enganar por ninguém. Fui cultivando minha ironia e sarcasmo e é realmente difícil achar um homem que me entenda e ache que meu jeito de conversar não é grosseria.

Desde que eu vim para a Alemanha parece que minha vida mudou do avesso. Parece engraçado, mas como nos filmes eu vi que o avesso pode ser o meu lado favorito. Eu conheci tantas coisas que me fizeram mudar tanto, mas tanto que eu nem lembro direito como eu era antes. O jeito que eu era em janeiro, fevereiro de 2015 não parece em nada do que eu me sinto no início desse 2016. Agora me sinto muito mais madura, autossuficiente e mais dona da minha vida. Minha auto estima não tem mais problemas com ela mesma. Eu me sinto bem, me sinto linda e aqueles comentários de “nossa, você engordou??” não me afetam mais. Vi que podem existir mulheres com corpo perfeito, mas só o fato de o meu não ser igual não me torna mais feia, talvez somente diferente ou fascinante para quem goste.

Vi que redes sociais como o Facebook só alienam as pessoas. Noticiários não são apenas sensacionalistas, eles tentam dar enfoque no que nós realmente teríamos que dar enfoque enquanto estamos presas a algo como novelas e BBBs. E a escola em si? O quanto deixamos de aprender enquanto conversávamos e não fazíamos os trabalhos com todo o cuidado que deveríamos ter? Hoje penso que devo ter ficado alheia a inúmeras aulas de história e geografia sobre o Brasil e o mundo num geral.

bruna-eichbuehl

Olá, eu sou a Bruna. Bruna de 17 verões e logo 3 invernos, invernos frios e verões que sempre foram extremos demais. Bruna que está com o pé nos vinte e só agora está vendo o quanto sabe pouco da vida.

Ninguém celebra ou comemora vinte anos. Comemoram 18 que nem malucos, trinta se sentindo na melhor época da vida. Vai entender, não é? Que eu consiga tornar esse ano mágico…. e claro, isso eu desejo para você que está lendo também! Viva 2016!!

 

Anúncios

18 pensamentos

  1. Amei ler este post. Amei estar mais “pertinho” de ti. E o mais importante de tudo que li. As experiências negativas te fizeram uma bela pessoa. Uma pessoa que se superou e hoje é positiva e aos poucos vai conquistando seus desejos.
    Te desejo o melhor Bru. 😘😘😘

    Curtir

  2. Que lindo texto. Parabéns pela autoconfiança, ainda não tenho muita (isso com os meus 21 anos e namorando a 5) mas estou tendo aos poucos! Acho que quando somos dependentes isso se torna algo natural, você se ama mais, é mais sarcástica, mais seletiva… Que possamos ser tudo isso neste ano de 2016. Bjão

    Curtir

  3. Liiiinda!
    A vida é assim mesmo, a gente precisa apanhar um pouco pra dar valor em algumas coisas, às vezes até a si mesmo. E essas mudanças todas só nos fazem crescer e amadurecer mais e mais. Tenho certeza que a menininha tímida lá do interior vem se tornando uma mulher forte, de garra, cheia de sonhos e planos que vão se realizando com o tempo. Te conheço tem pouco tempo mas já tenho muito orgulho de você viu?! Tem que comemorar não só os 20, mas todos os dias da sua vida =)
    Que seja um ano repleto de descobertas boas, aprendizados e crescimento pessoal/profissional. Vai ter momentos difíceis? Com certeza, faz parte da vida, nem tudo é perfeito. Mas espero que você tenha sabedoria pra enfrentar cada um deles e dar a volta por cima. Sabe que mesmo longe pode contar comigo, sempre ❤

    Curtido por 1 pessoa

  4. Como Jornalista e Social Media, venho dizer que as redes sociais nem sempre alienam e os noticiários nem sempre enfocam o que deveriam, rs 😉
    O ponto central, porém, são suas descobertas, sobretudo as de si mesma. Espero que siga cada dia mais forte e confiante na vida. Um ótimo 2016!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Eu escrevi levando em consideração o que vi quando voltei pro Brasil. Ficando alguns meses na Alemanha você vê coisas que sente falta quando volta à terra natal. Aqui as pessoas questionam o que aparece nos jornais e telejornais, conversam sobre assuntos polêmicos com bem mais frequencia. Até jovens se interessam por política, sabem quem está no governo, quais os partidos mais grandes e o que eles querem melhorar ou estão piorando no governo. No Brasil eu me senti no chão. Trocam de canal cada vez que vem algum noticiário, reclamam quando alguém posta algo sobre política, fazem de tudo para alcançar ibope para sua própria figura física e no fim não sabem nada do que está acontecendo no mundo ao redor. Vivem em um mundinho narcisista, sabe? Não sei se é assim em todo o Brasil, mas o que eu vi é que se deixam enganar demais pelas coisas sem importância 😦
      E Lari, 2016 vai ser lindo… para ti e para nós!
      Obrigada pelo comentário!!
      Abraço!

      Curtido por 1 pessoa

  5. acabou que os 20 anos certamente foi o mais intenso que vivi 🙂 sempre fui uma menina quieta, que guarda tudo que magoa ou chateia, e isso acaba nos moldando com o tempo. É realmente bom quando conseguimos virar do avesso e sentir que estamos sendo nada além de nós mesmos. Que 2016 seja o ano da descoberta e reflexões!
    Beijo :*

    Curtido por 1 pessoa

    1. Desde o fim de 2014 que estou encontrando uma Bruna bem diferente em mim, mas agora que eu estou conseguindo consertar o que precisa de reparos. Espero que meus 20 sejam intensos da mesma forma Lê!
      Abração!

      Curtir

    1. Eu é que agradeço imensamente pela quantidade de palavras Mia! Adoro sua presença e agradeço ao ano 2015 por ele ter te colocado em minha vida. Fico feliz pela sua filha que conseguiu repensar em como estava a sua vida, isto sempre é bom… Um ótimo e maravilhoso 2016 para você Mia, você é uma pessoa maravilhosa!
      Um abraço!
      Obrigada novamente ❤

      Curtir

  6. Bruna, a menina é linda. Essa autoestima devia estar nos píncaros. Eu tenho um afilha d e23 anos, e sinto nela algumas mágoas que aqui acbei de ler. E minha filha também é linda. Este ano fez uma viagem por alguns países da Europa que afizeram pensar como a vida pode ser vivida. Gostei muito d eler o que escreveu. É o viver e s entir de alguém com toda uma vida pela frente que descobre- e ainda bem- que afinal é única, e , só por isso merece que se goste muito de si mesma.
    Um ano de 2016 muito, muito feliz.
    Um beijinho,
    Mia

    Curtido por 1 pessoa

  7. Como é bom ler teus posts, minha amiga… Esses, de quando vem do coração e mostram tua alma única! A cada palavra tua sinto que nunca vou encontrar alguém como tu 🙂 Te desejo todas as coisas boas, muito além de materiais. Coisas boas para o teu ser, sempre mais sabedoria, sempre mais inteligência, paciência, honestidade, felicidade… Ou seja, tudo o que tu tens que se divida. Excelente 2016 e que não demore muito pra eu te visitar 😉

    Curtido por 2 pessoas

      1. Acho que é por isso que nossa amizade dá tão certo Lis, nos completamos. Te admiro muito e tu sabes que eu vou estar por aqui na boa e na ruim na tua vida. O fato de não dá certo de nos vermos pessoalmente é só detalhe, espero sua visita com o mesmo entusiasmo que você!! Ótimo ano para nós duas e que tudo de bom se multiplique e que o drama das “inimigas” se dividam hahahahha
        Super abração!!

        Curtido por 1 pessoa

Mostre-me o que pensas:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s