Sobre a Produtividade e o Ócio Criativo

A produtividade da população varia de acordo com cada pessoa. Umas “funcionam” melhor durante a noite, outras, durante o dia. Para chegarmos bem na questão da produtividade, vou falar primeiro sobre o ócio criativo.

O ócio criativo é o que ocorre com a mente humana da seguinte forma:

  1. O “problema” surge;
  2. Coleta-se a maior quantidade de informações necessárias para a solução desse problema;
  3. Na hora que a mente entrar em descanso, o inconsciente trabalha no processo dessas informações;
  4. Volta-se para o modo consciente, aonde acontece o processo de separação, quando você vê o que é possível e o que não para solucionar um problema.

É basicamente dessa forma, mas varia de pensador pra pensador. A quem interessar se aprofundar melhor no assunto, indico o livro “O Ócio Criativo”, de Domenico de Masi.

Enfim, o grande ponto está no passo 3 desta lista acima. A hora que a mente consciente entra em descanso varia de pessoa pra pessoa. Comigo, é ouvindo música ou indo dormir. Na verdade é indo dormir para a maioria das pessoas. Outras formas são tomando banho, fazendo exercícios, meditando. É nessas horas que a gente “desliga” o consciente e deixa o inconsciente trabalhar, como se houvesse alguém pronto pra resolver as questões da vida só esperando a oportunidade de ser ativada, mas ela só consegue quando se desativa outra parte do cérebro.

Agora, podemos falar sobre produtividade. Para os publicitários, grande parte dos que trabalham com criação funcionam melhor durante a noite (é por isso que vivem bebendo café), que é quando surge “aquela ideia de fundo para um folder”, na hora que o publi deixou seu inconsciente trabalhar. Basicamente, é isso, e eu sou a prova viva. Meu problema é que eu não gosto de café, aí tomo chá e fico com sono. Ainda assim, tenho uma grande oportunidade de me dar bem no trabalho, porque lá eles deixam escutar música nos fones  ❤ Aí eu produzo bem. Mas tem gente que consegue ter as ideias durante a noite, ao dormir, e só conseguir realizar o passo 4 da lista acima no dia seguinte, porque acaba ficando muito cansada, aí varia de acordo com a rotina de cada um.

E vocês, quando deixam o inconsciente trabalhar? Me contem nos comentários!

Beijos de luz,

Lis 😉

bedabanner

Anúncios

9 pensamentos

  1. Meu inconsciente trabalha muito bem ouvindo música também. Mas nunca parei pra perceber outros momentos… Comecei a ler esse livro uma vez e não sei porquê não terminei. Acho que tava lendo várias coisas ao mesmo tempo, sei lá… Talvez seja uma boa hora de voltar a ler porque agora fiquei curiosa e encucada com isso hahaha 🙂

    Curtido por 1 pessoa

    1. Tem vários autores que falam do ócio, mas esse do Domenico é o mais indicado e utilizado nas instituições de ensino! É uma boa hora para voltar a ler quando a gente fica curiosa haha O inconsciente trabalha é quando a gente começa a meio que “alucinar” ou pensar em solução pra coisas que a gente nem pensava fazia tempos, é aí que a gente descobre quando ele funciona. O meu problema são os joguinhos do Candy Crush, meu cérebro fica fazendo jogadas enquanto eu estou tentando dormir haha! Beijos

      Curtir

      1. GENTE!!!!!!!!! Eu quando jogava Candy Crush tinha esse mesmo problema, principalmente quando eu jogava muito no dia, a noite era a única coisa que passava na minha cabeça. Já cheguei a sonhar com isso. E eu achava que era só eu. kkkkkkkkkk Mas eu parei de jogar então hoje em dia isso não acontece mais!
        Quanto ao livro, já voltei a ler! beijos

        Curtido por 1 pessoa

  2. Oie Lis! (Acho que posso te chamar assim né? hahaha)
    Achei muito bacana o post e anotei o nome do livro do Domenico pra dar uma olhada mais tarde. Sou uma pessoa TOTALMENTE noturna, mas não tenho muita certeza de quado meu inconsciente trabalha a todo vapor. Se fosse pra chutar, acho que seria quando escuto uma música e não faço mais nada, no banho, em uma caminhada noturna ou indo dormir (quando dá aquele siricutico de pensar em tudo ao mesmo tempo). É sempre de noite que tenho minhas epifanias hahah Beijão, adorei o post

    Curtir

    1. Siim, Lis ^^ Eu já nem atendo por Lisandra mais hehe Esse livro do Domenico é muito bom, utilizado em várias matérias de vários cursos da faculdade, inclusive, como psicologia, publicidade, jornalismo.
      O inconsciente é algo misterioso e varia muito conforme a pessoa mesmo, mas é quando a gente menos pensa nos problemas que a cabeça resolve, quando a gente fica com um turbilhão de ideias assim mesmo!
      Que bom que gostou do post ^^ Beijos mil

      Curtido por 1 pessoa

Mostre-me o que pensas:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s