Não percebi a chegada do outono. Mas eu sentia que estava embarcando numa nova estação: todas as árvores que (não) plantei, de repente, estavam nuas. E eu caminhava num tapete de folhas e flores. Os caminhos também se estreitaram e tive uma sucessão de perdas, ou melhor, tive uma sucessão de trocas. E assim, como toda pessoa que tem um coração pulsando, fiquei assustada demais com as mudanças. Mas agora já consigo perceber beleza na nudez de cada uma das minhas árvores prediletas. Elas apenas estão trocando de roupa enquanto eu troco de pele, tamanha cumplicidade.

Marla de Queiroz

Quando eu encontrei o que citei acima, tive que concordar com muita coisa que vi. A Bruna que eu era, mudou um pouquinho de novo, tendo que se adaptar a nova fase. Foram mudanças significativas, mas embora dolorosas, também muito positivas. Como uma espécie de agradecimento, minha homenagem à minha estação favorita do ano, a época que eu mais penso a respeito de quem eu sou e quero ser.

Ah, o outono!

dscn4409

dscn4647

Essas fotos foram tiradas por mim e pela Regina, uma amiga. Estou aprendendo a lidar com o Lightroom e qualquer dica ou observação, você pode deixar abaixo nos comentários. Vou adorar ler o que vocês escreverem… Agora a pergunta vai para o outro lado: qual sua estação favorita? Tem algum motivo para isso?

Beijão e até a próxima!

Anúncios