Aperta o botão amarelo. Agora aperta o verde. Não assim, aperta mais forte. Viu que deu certo? Aos poucos tu aprende…

Novamente, lá estão os dois sentados lado a lado naquele sofá enorme. Juntos, abraçados, em paz. Aquela mulher que queria calma na alma acabou achando seu refúgio. Aquele homem que não quera se envolver, aceitava carinhos e suspirava satisfeito por não estar só.

Os barulhos que o controle fazia não eram nada comparados com o som que os corações batendo em sincronia faziam.

Seria isso algum sentimento mais forte?

Seria isso apenas um jogo, onde ambos estão curtindo e jogando a mesma fase?

Por enquanto, aquilo era somente uma realidade paralela, um momento onde os dois podiam esquecer dos problemas e só lembrar de como é estar juntos.

Aperta agora o botão verde. Isso, agora o vermelho. Os dois juntos agora. Acho que agora vai dar certo!

“Será que no controle do jogo tem um botão do coração?”

A pergunta fica livre e paira no ar. Minutos passam, um abraço vem.

“Se tiver, vamos apertar juntos.”

Anúncios