Usando o bordado para salvar uma peça estragada

Olá pessoal, bom dia!

Vocês devem ter notado em meus últimos posts que eu tenho entrado num assunto mais voltado a reutilização e reaproveitamento de materiais. Para alguns, pode ser um assunto de menor interesse, mas para pessoas que como eu, que são interessadas e buscando consciência de seu consumo, pode ser uma ideia bacana para gastar seu tempo e evitar desperdício.

O assunto de hoje é bordado 😀

Meu interesse começou uns anos atrás, quando vi aqueles vídeos de bordado no Pinterest e aquelas artes maravilhosas feitas em bastidores. Quanto mais eu via, mais apareciam indicações de Pins que eu poderia gostar e fui começando a guardar em uma pasta.

Como eu moro em uma cidade pequena e aqui não tem lojas de aviamentos e utilitários de costura, fui adiando a ideia até que fui para Porto Alegre visitar uma prima e me deparei com os itens em uma loja. Não criei muitas expectativas de que eu conseguiria bordar direito, mas mesmo assim fiquei com esperança.

Passaram-se uns meses e o bastidor continuava guardado na sacola da loja. Chegou o COVID-19, fiquei desempregada e pra aliviar a ansiedade causada pela incerteza, acabei procurando vídeos no Youtube e várias inspirações. Coloquei a mão na massa!

Primeiro, pensei em qual tecido utilizar… e aí lembrei da minha camiseta favorita que comprei na H&M na época que morei na Alemanha (que estava furada por causa de traça) e procurei inspirações. Já que ela estava furada, não usava ela mais com tanta frequência… então se desse errado já não seria tanto desperdício.

Com essa ideia de reutilização que fui novamente para o Pinterest procurar um desenho para me inspirar. Achei esse:

Gostei da imagem, mas achei que tantos detalhes seria difícil para mim. Optei por adaptar e dar os primeiros pontos. Assim foi minha evolução:

Iniciei o contorno do rosto com o ponto partido até acabar a linha. Continuei bordando o nariz e a boca com o ponto atrás e depois bordei o preenchimento da boca com a linha vermelha.

Terminando essa segunda imagem, vi que tinha que consertar o nariz. Como eu não sei nem desenhar um nariz direito, bordar foi um tremendo desafio. Escolhi também as cores para os planetinhas e estrelas e segui bordando.

Acabei sujando o meu tecido e vi que só tinha como lavar depois que o bordado estivesse pronto. Me apavorei que tudo tivesse ficado desproporcional, mas mantive a esperança que isso mudasse no momento que eu soltasse o tecido. A mancha consegui tirar com detergente e água morna.

Deu tudo certo!

Os buraquinhos de traça consegui tampar com o desenho e ao invés de ter jogado a peça fora, consegui customizar de uma forma que eu sei que voltarei a usar.

Achei que bordar seria algo muito difícil, mas com calma, paciência e um pouco de pesquisa, é um passatempo bem bacana. Fora que se der errado, sempre se tem a opção de cortar a linha e fingir que nada aconteceu…

O que você acharou da minha primeira tentativa? Já tentou algum tipo de customização? Me escreva nos comentários!

Abraços

Mostre-me o que pensas:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s