Busca

Divergências Vitais

Memórias, dicas e "causos" de uma brasileira vivendo na Alemanha.

TAG: 15 fatos -polêmicos- sobre mim

Olá você que está lendo…

Fazendo uma limpa no e-mail do blog, acabei lendo várias e várias postagens que se acumularam com o tempo. Como fiquei meses Continuar lendo “TAG: 15 fatos -polêmicos- sobre mim”

Anúncios

Até a Próxima Estação…

Com a grande repercussão do acidente de avião do Chapecoense, eu não poderia deixar de apresentar a vocês a minha reflexão. Continuar lendo “Até a Próxima Estação…”

Mudar (?)

Tudo muda, seja com progresso ou regresso.

Eu busco o desenvolvimento, mas nem sempre o alcanço. Continuar lendo “Mudar (?)”

Outono 2016

Não percebi a chegada do outono. Mas eu sentia que estava embarcando numa nova estação: todas as árvores que (não) plantei, de repente, estavam nuas. Continuar lendo “Outono 2016”

Nascer mulher

Eu, quem vos escreve, na infância brincava com meninos. Brincava e entrava em contato com as coisas que os meninos se interessavam e ainda por cima esquecia que era menina. Continuar lendo “Nascer mulher”

O milagre de levantar cedo

Acordar cedo e lavar o rosto com água morna até que toda negatividade suma. Se olhar no espelho e apesar da cara estar amassada e cansada, ainda assim encontrar motivação para continuar o ritual. Continuar lendo “O milagre de levantar cedo”

Oktoberfest 2016

Muitos quando pensam na Alemanha lembram logo de cerveja boa e aquela roupa típica. Hoje, para fazer um post bem clichê, pensei em escrever sobre o que une os dois itens em festa: a Oktoberfest de Munique (München). Continuar lendo “Oktoberfest 2016”

Poema 2

A respiração ofegante, o momento que estava por acontecer

Olhares se desviam, como se não soubessem o que fazer Continuar lendo “Poema 2”

Meu primeiro buquê de flores

A primeira vez significa muito para uma mulher: o primeiro amor, o primeiro beijo, a primeira relação sexual, o primeiro filho, o primeiro emprego, o primeiro voto, Continuar lendo “Meu primeiro buquê de flores”

Chuvas ou Sóis de Setembro

Depois do interminável Agosto, Setembro.

Depois da desanimação, agilidade.

Depois da lentidão, rapidez. Continuar lendo “Chuvas ou Sóis de Setembro”

Poema 1

Na ausência da tua presença

Na presença que tu te faz

Teus olhos passam frio Continuar lendo “Poema 1”

Blog Day, baby!

E depois de um agosto longo e rápido para quem participou desse BEDA lindo, é com felicidade que chegamos na parte mais linda: a das honrarias. Dia 31/08 é uma data importante pois é o Dia do Blog/Blog Day. Continuar lendo “Blog Day, baby!”

Qualquer L’atitude e a TAG perdida

Com o blog, para mim tudo depende da questão de tempo. Quando eu estou cheia de coisa para fazer, acabo me enrolando com tudo e perdendo o foco na resposta de TAGs. Quem nunca respondeu uma tarde demais? Geral. Continuar lendo “Qualquer L’atitude e a TAG perdida”

O Melhor Elogio

O melhor elogio… Não tenho certeza, são tantos que recebi ultimamente. Na verdade, quando se está apaixonado, é bom ouvir todas as coisas boas, difícil separar um só. Hmm, vamos ver, o que eu ouvi esse mês: meu amor, minha linda, minha vida, meu universo, morena, neném Continuar lendo “O Melhor Elogio”

Longe daqui, mas nem tanto

Meus olhos não alcançam aonde você se encontra,

Mas eu mato um pouquinho da saudade vendo as suas fotos.

Continuar lendo “Longe daqui, mas nem tanto”

Apresentando: Guilherme

Hello galera!

Então, não sou muito fã de apresentações, mas como a Bruna pediu, talvez uma apresentação não seja uma má ideia. Como irei comparecer aqui de forma mais frequente, nada melhor do que mostrar um pouco mais de mim e talvez até me tornar um pouco amigo de todos. Continuar lendo “Apresentando: Guilherme”

Pausa, ou pós-operatório

Como eu citei no post de justificativas, uma cirurgia de extração de sisos estava na minha lista de coisas urgentes para fazer. Entre problemas e mais problemas para resolver, acabou dando certo e eu já estou dias parecendo o Hamtaro. Continuar lendo “Pausa, ou pós-operatório”

Extremos

Você faz meu coração acelerar e é a única pessoa que pode fazer ele parar só com palavras;

Você que é o cara perfeitinho, que me ama e tudo mais;

Você que faria o que fosse possível e impossível por mim;

Eu que ainda espero que essa coisa boa continue, que nos demos sempre bem, que isto não tenha passado de um desentendimento e que você ainda vá ser o meu príncipe do cavalo branco até o fim dos tempos.

bedabanner

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑